Carregando...
Espírito Santo

Sescoop/ES 22 anos: entidade constrói história valorização e apoio ao cooperativismo capixaba

Desde a sua criação do serviço, em 1999, o movimento cooperativista capixaba mostrou um desenvolvimento cada vez mais elevado, colhendo índices positivos


26/11/2021 09:33 - Por Renan Chagas
Compartilhe


Desde que começou a se espalhar em solo capixaba, na década de 1930, o cooperativismo mostrou a sua capacidade de unir o desenvolvimento econômico ao social, gerando mais oportunidades para as localidades onde estavam inseridas. O potencial apresentado ganhou ainda mais força a partir do surgimento do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado do Espírito Santo (Sescoop/ES), uma entidade integrante do Sistema S criada especificamente para lidar com esse modelo de negócio e suas especificidades.

Desde a sua criação desse serviço, em 1999, o movimento cooperativista capixaba mostrou um desenvolvimento cada vez mais elevado, colhendo índices positivos, ampliando o número de cooperados e colaboradores, atuando em mais cidades e diversificando seus mercados. Sobre o tripé monitoramento, formação profissional e promoção social, a história da entidade foi marcada pela concentração de esforços e investimentos em capacitações e acompanhamentos técnicos diversos que resultaram no aperfeiçoamento dos processos administrativos e operacionais das cooperativas que atuam no Espírito Santo.

Responsável pelo compartilhamento do conhecimento necessário para que as cooperativas conquistem novos espaços, o trabalho elaborado pelo Sescoop/ES veio somar forças à tarefa de representação sindical, política e econômica desenvolvida pela OCB/ES – Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras do Estado do Espírito Santo e pela Federação dos Sindicatos das Cooperativas dos Estados de Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais e Santa Catarina (Fecoop/Sulene), que, juntas, formam o Sistema OCB/ES.

Segundo o presidente da instituição, Dr. Pedro Scarpi Melhorim, os processos de melhorias nas coops são visíveis e podem ser sentidos na ponta pelas pessoas. “Atualmente, cerca de 37,8% da população capixaba está envolvida diretamente ou indiretamente com o nosso modelo de negócio, um número que vem crescendo a cada ano. Essa conquista reflete a presença das cooperativas na vida da sociedade e as entregas de qualidade que realizam, resultado desse amadurecimento que elas vêm vivenciando”, diz.

Para o superintendente do Sistema OCB/ES, Carlos André Santos de Oliveira, o Sescoop/ES é um dos principais fomentadores dos bons índices alcançados. “Estamos sempre antenados ao que está acontecendo no mundo e buscando inovações para que as cooperativas possam conquistar ainda mais espaço. Em nosso estado, temos diversos programas que vão além do que disponibilizar conhecimentos; eles são capazes de mudar a realidade e a percepção dos participantes. O fruto que colhemos dessas ações são sociedades cooperativistas cada vez mais bem preparadas, que transformam a realidade das comunidades locais e buscam constantemente a excelência”, completa.


MONITORAMENTO

Quando se fala em monitoramento, o Sescoop/ES também obtém um lugar de destaque ao estimular as cooperativas na busca por indicadores cada vez mais positivos. Ações como a Certificação de Regularidade Técnica, que se utiliza do Programa de Desenvolvimento das Cooperativas (PDGC), e outras diversas ferramentas de monitoramento são algumas das atividades que a Unidade Estadual, alinhada à Unidade Nacional, desenvolve para garantir esse trabalho e fazer com que esse modelo societário seja perene.

Uma delas é o Desempenho, um sistema de cadastro e consolidação dos balanços contábeis, financeiros e sociais das cooperativas brasileiras. O processamento desses dados gera indicadores que facilitam o acompanhamento dos resultados da organização e de seus empregados. Isso contribui para o processo de tomada de decisões das cooperativas e aumenta ainda mais a transparência do setor.

Ainda nesse foco, também é realizado anualmente o Censo Cooperativista, que permite coletar dados sociais, financeiros e técnicos, usados para se ter um panorama geral desse movimento em solo capixaba, observando os pontos de avanço e de melhoria. Com base nessas informações, é possível traçar estratégias para cumprir o propósito da entidade, de promover um ambiente favorável ao desenvolvimento do cooperativismo.  As informações também são usadas para a produção do Anuário do Cooperativismo Capixaba.

Esse trabalho é realizado com um acompanhamento bem de perto feito pela equipe técnica responsável, o que permite entender as especificidades de cada ramo de cada e cooperativa para atuar de forma mais assertiva.


FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Na formação profissional, o Sescoop/ES tem atuado para fortalecer a gestão e governança das cooperativas e estimular a inovação, além de também promover capacitações de temas comuns à realidade cooperativista. Atualmente duas iniciativas que se destacam são o Programa de Inovação do Cooperativismo Capixaba, criado para estimular a cultura da inovação, e o Programa de Formação de Dirigentes e Gestores de Cooperativas (Formacoop), elaborado para desenvolver competências técnicas e comportamentais para aprimorar a gestão das cooperativas capixabas.

Além disso, a entidade também orienta constantemente para a utilização de outras ferramentas de aprendizagem, como a plataforma de cursos on-line CapacitaCoop e a plataforma de incentivo à inovação InovaCoop. O braço de capacitação do Sistema OCB/ES também vem ampliando os espaços e as possibilidades de formação acadêmica com a oferta de especializações e a realização de parcerias com as instituições de ensino para a disponibilização de descontos em cursos para membros das cooperativas.

Recentemente, o Sistema OCB/ES também se tornou polo da Faculdade Unimed no estado, deixando mais fácil o acesso aos seus cursos.


PROMOÇÃO SOCIAL

E diretamente ligada ao 7º princípio do cooperativismo, o Interesse pela Comunidade, a promoção social também tem sido um dos destaques do Sescoop/ES. Além de promover ações com foco nos cooperados e colaboradores, as iniciativas também são pensadas para atender às necessidades de familiares e das comunidades onde as cooperativas estão instaladas, mostrando o papel social do movimento.

Um desses projetos são os Núcleos Femininos, que estimulam a participação das mulheres no ambiente cooperativista. Atualmente, seis cooperativas possuem esses grupos, que promovem diversas atividades. No último ano, o Sistema OCB/ES realizou uma série de palestras para esses grupos, com temas complementares que permitiram a reflexão sobre tópicos como liderança positivos, educação financeira e protagonismo. Os encontros tiveram seguimento este em 2021.

Outro grande representante da promoção social é o Dia de Cooperar (Dia C), que conta com o apoio direto do Sescoop/ES para a realização de projetos que tenham como foco o bem-estar da sociedade. Em 2020, o estado registrou 137 ações que beneficiaram, diretamente e indiretamente, mais de 460 mil pessoas. Os trabalhos foram alinhados aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU). Atentas à crise provocada pela Covid-19, boa parte dos projetos tiveram como foco reduzir os impactos da pandemia.


UMA HISTÓRIA QUE COMEÇA EM ÂMBITO NACIONAL

Cooperativas que possuem colaboradores bem-preparados e munidos de conhecimento especializado têm mais chances de competir com outras empresas e de melhorar seus índices de qualidade e produtividade. Essa constatação motivou a criação do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop) e, consequentemente, de seu braço no Espírito Santo, o Sescoop/ES.

Ambas as instituições se inspiraram nas organizações que já compunham o chamado Sistema S – Senai, Sesi, Senac, Sesc, Sest Senat, Senar e Sebrae, entidades que atuam na preparação de mão-de-obra especializada a fim de melhorar o parque industrial, comercial e de serviços do Brasil. Como resultado, os negócios se desenvolveram no país. Parte significativa desse rendimento advinha de organizações cooperativistas, entretanto, elas ainda não eram beneficiadas por um programa específico voltado para o cooperativismo no âmbito do Sistema S brasileiro.

Em atenção a essa necessidade, foi autorizado através da Medida Provisória nº 1.715/1998 a criação de um serviço exclusivo e especializado para o público cooperativista, o Sescoop. É nesse mesmo contexto que surge o Sescoop/ES. Desde então, as cooperativas capixabas contam com o apoio de uma entidade estadual que promove a educação e a formação profissional para o seu quadro social.

Fonte: Sistema OCB/ES


Tags

sescoop aniversário

Outras notícias + Lista completa
Sou.Coop