Carregando...
Espírito Santo

Colaboradores do Sistema OCB/ES realizam palestra sobre cooperativismo na escola Rômulo Castello

Turma de segundo ano do ensino médio com curso técnico de administração integrado à grade teve disciplina de cooperativismo durante o ano


16/11/2023 15:18 - Por Emilly Rocha
Compartilhe

Analista contábil tributário Rafael França palestrando para alunos. Foto: divulgação - Sistema OCB/ES

Durante a tarde do último dia 9/11 o analista contábil tributário do Sistema OCB/ES Rafael França e o analista de Desenvolvimento Cooperativista Creiciano Paiva realizaram cinco palestras sobre o cooperativismo na Escola Estadual de Ensino Médio Rômulo Castello, no município da Serra.

As palestras foram direcionadas para turmas do segundo e terceiro anos do ensino médio e alcançaram cerca de 150 alunos. Os colaboradores explanaram para os jovens as principais características do modelo de negócio cooperativista e a sua relevância no Espírito Santo. O professor Antonio Marcos Guzzo foi o responsável pela organização das palestras. O docente ministra a disciplina de cooperativismo para uma turma de alunos do segundo ano do ensino médio que faz o curso técnico em administração integrado à grade.

“Este é o primeiro ano que a disciplina de cooperativismo está presente na grade dos alunos. Até então eles não tinham acesso a este conteúdo. A oportunidade de oferecer para eles essa disciplina surgiu de forma pioneira, com uma iniciativa que eu considero revolucionária. E neste primeiro ano o resultado está sendo extraordinário”, avaliou Guzzo.

 

PALESTRAS

Analista de Desenvolvimento Cooperativista Creiciano Paiva mostra case da Coopram. Foto: divulgação - Sistema OCB/ES

Os dois colaboradores do Sistema OCB/ES atuantes na área de Desenvolvimento Cooperativista se dividiram nas apresentações sobre o modelo societário. A princípio eles explicaram a forma de atuação do Sistema OCB/ES, entidade que representa e defende os interesses das cooperativas capixabas.

Os técnicos reforçaram que, de acordo com a legislação, as coops devem ser registradas na instituição para exercerem suas atividades de forma plena e, em contrapartida, acessarem produtos e serviços oferecidos pela organização estadual. Os profissionais também contaram um pouco da rotina diária de trabalho em prol do atendimento às cooperativas.

Com uma linguagem didática, voltada para o público jovem, os colaboradores apresentaram a história do cooperativismo, os diferenciais e a forma de atuação do modelo de negócio, além de terem destacado os seus principais indicadores no Brasil e no Espírito Santo.

Com o intuito de tornar a experiência mais clara para os estudantes que estavam participando da palestra, os representantes do Sistema OCB/ES exibiram um case de sucesso da cooperativa Coopram. A cooperativa fica em Domingos Martins, reúne pequenos produtores rurais e obteve uma evolução significativa em seu faturamento, saindo de quase R$ 2 milhões em 2016 para mais de R$ 16 milhões em 2022.

Também foi abordada a participação dos jovens no cooperativismo.  Tendo em vista que a geração Z representa cerca de 20% da população brasileira, foi ressaltada a importância da presença desse público no modelo de negócio cooperativista, com o intuito de promover a sustentabilidade do negócio. Nessa perspectiva, Creiciano Paiva externou o seu entusiasmo em falar para o público jovem.

“É super gratificante ter a oportunidade de representar o Sistema OCB/ES nessas ações. As palestras para jovens são de suma importância, pois precisamos trazê-los para o nosso modelo de negócio. O Anuário do Cooperativismo Capixaba 2023 indica que ainda temos um percentual baixo de participação de jovens nas coops. Nos cargos de direção, por exemplo, somente 18,5% das mulheres e apenas 14,2% dos homens são jovens. Por isso, durante a palestra discutimos sobre a necessidade de uma participação mais justa e inclusiva e destacamos como os jovens, que estão mais conectados com as novas tecnologias, podem fortalecer nosso movimento”, disse o colaborador.

Por sua vez, Rafael França expressou a sua gratidão em poder falar sobre o tema. “É uma grande honra poder falar sobre o cooperativismo e como ele gera oportunidades mais justas a todos. Melhor ainda é falar para os jovens que estão prestes a se inserirem no mercado e que demonstraram interesse por meio de diversas participações e interações. Para mim, o momento mais marcante foi quando recebi uma pergunta para definir o cooperativismo em uma palavra e eu disse pessoas. Na minha visão o coop representa a força do coletivo."

 

O COOPERATIVISMO NA ESCOLA

Alunos durante a palestra sobre o coop. Foto: divulgação - Sistema OCB/ES

A vivência do cooperativismo tem sido muito presente para os alunos do ensino médio da Escola Rômulo Castello. Antes da palestra feita pelos colaboradores do Sistema OCB/ES, os estudantes tiveram a oportunidade de praticar os conhecimentos adquiridos nas aulas de cooperativismo ministradas pelo professor Antonio Marcos Guzzo. Desde o ano passado a escola realiza a Feira Técnica, evento onde as turmas são estimuladas a criar empresas simuladas.

Neste ano, no último dia 1° de novembro, as turmas do segundo ano integradas ao curso técnico nas áreas de Administração, Logística e Saúde promoveram a simulação da abertura de três cooperativas (uma de milho, outra de coco e outra de maracujá). O professor afirmou que, apesar de ministrar a disciplina de cooperativismo para apenas uma das turmas, a coordenação da escola julgou interessante que as demais turmas também experimentassem a atividade.

Os alunos simularam todo o fluxo de abertura de uma nova cooperativa, começando pela assembleia de constituição, assinatura de atas e demais documentações e outras etapas do processo. Nessa ação os estudantes puderam colocar em prática os seus conhecimentos e, com a orientação dos demais professores, analisaram a gestão de custos e as possíveis rotinas administrativas das cooperativas montadas. Eles também foram responsáveis por produzir os itens comercializados.

O docente responsável afirmou que a palestra dos técnicos, que ocorreu após as aulas e após a simulação de abertura das coops, serviu para alicerçar todos os conhecimentos que foram desenvolvidos ao longo da disciplina. “Foi fundamental fechar um ciclo onde foram trabalhados conceitos aplicados na prática, e oficializamos isso com a fala dos técnicos do Sistema OCB/ES. Foi uma jornada extremamente relevante e os alunos adoraram a palestra, além de terem ficado empolgados ao perceberam a similaridade da simulação que fizeram com as rotinas apresentadas pelos técnicos”, avaliou.

 

Fonte: Sistema OCB/ES


Tags

sistema ocbes

Outras notícias + Lista completa
Sou.Coop