Carregando...
Espírito Santo

Sistema OCB/ES é certificado com Selo de Sustentabilidade BMV

Entenda mais sobre a certificação e confira o compromisso do Sistema OCB/ES com a agenda da sustentabilidade


11/01/2024 13:10 - Por Emilly Rocha
Compartilhe

A sustentabilidade tem se tornado um assunto cada vez mais recorrente entre as pessoas e um ponto de pauta crucial dentro das organizações.  A discussão sobre sustentabilidade engloba mais do que a preservação do meio ambiente e está amparada também nos pilares social e de governança, como define a sigla ESG.

Sendo assim, além de se preocuparem com a sua viabilidade econômica, as empresas também buscam alternativas e soluções para serem socialmente justas, corretamente gerenciadas e ambientalmente responsáveis. E foi seguindo essa tendência que, recentemente, o Sistema OCB/ES adquiriu o certificado com o Selo Sustentabilidade BMV devido ao seu investimento em um ativo ambiental chamado Unidade de Crédito de Sustentabilidade (UCS).

O selo atesta que a instituição desenvolve suas atividades com responsabilidade socioambiental e tem interesse em inserir a conservação de florestas em sua Política de Sustentabilidade, por meio da Certificação ESG BMV. O certificado é aplicado pelo grupo BMV Global, uma greentech criada em 2007 que viabiliza economicamente a atividade de preservação da biodiversidade (meio ambiente + comunidades rurais) por intermédio da UCS.

Carlos Sacco, empreendedor e business partner do BMV Global avaliou a importância da adesão do Sistema OCB/ES ao selo BMV.  “Com essa certificação ambiental, a instituição está alinhada às melhores práticas ESG, reforçando sua imagem e credibilidade nos mercados interno e externo. Além disso, proporcionará benefícios no mercado financeiro e outras vantagens, todas associadas aos princípios do cooperativismo”, ressaltou Sacco.

 

ENTENDA MAIS SOBRE O SELO E O ATIVO AMBIENTAL

O ativo ambiental UCS garante a existência de 27 serviços ecossistêmicos gerados pela preservação de áreas de floresta nativa que integram os núcleos BMV. O ativo equivale a um selo de sustentabilidade ESG e garante benefícios reputacionais como também reserva de valor.

As UCS atendem aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, com foco nos seguintes temas: produção e consumo sustentáveis, ação climática, proteger a vida terrestre e parcerias para a implementação dos objetivos.

A conquista do selo se dá por meio da aquisição de uma quantidade de UCS correspondente à pegada ecológica de cada empresa, ou seja, o consumo de recursos naturais necessários para o funcionamento da organização.

Para compensar essa pegada e garantir a certificação, o Sistema OCB/ES detém agora 31 UCS, que serão revertidos em uma série de ações para a conservação da biodiversidade. Confira na lista abaixo.

  • Preservação de 407,89 m² de vegetação nativa;
  • Manutenção de 31 TCO2e do reservatório de carbono estocado 
  • Preservação de espécies de fauna com 1749/ha
  • Preservação de espécies de flora com 546/há
  • Preservação de 10,69 m³ de madeira
  • Apoio à área de produção correspondente a 203,95 m³
  • Manutenção e regularidade do ciclo hidrológico com 1.340 L/ano; 
  • Apoio a recuperação de 18,36 m² de área nativa;

O diretor-executivo do Sistema OCB/ES, Carlos André Santos de Oliveira, comemora a iniciativa, que representa mais um passo rumo ao ESGCoop. “A garantia do selo BMV foi um importante passo para fortalecermos ainda mais o nosso lado social, governança e compromisso ambiental. Com isso buscamos minimizar nosso impacto no meio ambiente e construirmos um futuro mais sustentável”, pontua o diretor.

 

COMPROMISSO DO SISTEMA OCB/ES COM O PLANETA 

O Selo de Sustentabilidade BMV indica um compromisso do Sistema OCB/ES com as questões ambientais e uma preocupação com a diminuição do seu impacto ambiental. A certificação está alinhada a uma outra parceria firmada pela organização há dois anos, quando aderiu ao Pacto Global da ONU.

Em maio de 2022, o então superintendente e hoje diretor-executivo da entidade, Carlos André Santos de Oliveira, assinou a adesão da organização estadual ao pacto, uma iniciativa que fornece diretrizes para a promoção do crescimento sustentável e da cidadania dentro das empresas participantes. A entrada do Sistema OCB/ES no pacto ocorreu em agosto do mesmo ano, quando foi aceito como membro.

Para que se mantenha dentro do pacto, a instituição deve enviar relatórios que comprovem seu compromisso com os 10 princípios universais derivados da Declaração dos Direitos Humanos, dispostos em quatro eixos: Direitos Humanos; Trabalho; Meio ambiente; e Anticorrupção.

O eixo Meio-Ambiente engloba os seguintes princípios:

  • As empresas devem apoiar uma abordagem preventiva aos desafios ambientais;
  • Desenvolver iniciativas para promover maior responsabilidade ambiental;
  • Incentivar o desenvolvimento e difusão de tecnologias ambientalmente amigáveis.

A aquisição das UCS representa um avanço nesses princípios e indica uma preocupação com a responsabilidade ambiental. Em paralelo, a organização estadual promove outras ações que buscam atender os demais eixos e que também estão em consonância com os sete princípios do cooperativismo e os valores que regem o modelo de negócio.

“O cooperativismo é dotado de princípios e em sua essência é um modelo de negócio que se preocupa com as pessoas e com o meio ambiente. Esses valores são refletidos em ações concretas tomadas pelo Sistema OCB/ES, como a adesão ao Pacto Global e, agora, ao selo BMV. Espero que esse grande avanço também inspire as coops capixabas a fazerem o mesmo”, afirma o presidente da instituição, Dr. Pedro Scarpi Melhorim.

 

Fonte: Sistema OCB/ES


Tags

sistema ocbes sustentabilidade esg

Outras notícias + Lista completa
Sou.Coop